quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Novo aplicativo da FAA ajuda operadores de drones a descobrir onde eles podem e não podem voar




As operadoras de drones provavelmente estão cientes de que nos Estados Unidos existem várias restrições estabelecidas pela FAA em que há certos locais onde eles podem ou não pilotar seus drones. Isso faz sentido, especialmente porque voar drones perto de lugares como aeroportos pode ser bastante perigoso e perturbador .

Propaganda
No entanto, o operador de drone newbie pode não necessariamente ser educado com o conhecimento de onde pode ou não voar, e também há momentos em que restrições temporárias são colocadas em prática, o que significa que pode ser difícil para os proprietários de drones se manterem atualizados. Felizmente, junto com a Kittyhawk, a FAA criou um novo aplicativo chamado B4UFLY, que fornecerá às operadoras de drones atualizações de status em tempo real sobre os lugares que eles podem ou não pilotar seus drones.

De acordo com Jay Merkle, diretor executivo do Escritório de Integração da FAA UAS, “o B4UFLY é uma característica do nosso compromisso de garantir que os drones sejam integrados com segurança ao NAS. Nossa parceria na B4UFLY com a Kittyhawk representa o tipo de parceria público-privada que é essencial para o avanço desse florescente setor. À medida que os céus se tornarem mais lotados e as operações dos UAS se tornarem mais complexas, a conscientização situacional do espaço aéreo básico, especialmente para o mais novo dos passageiros, será essencial ”.

O aplicativo está disponível para dispositivos iOS e Android e pode ser baixado na App Store do iOS ou no Google Play







Fonte:kittyhawk
Previous Post
Next Post

comentários

/** * RECOMMENDED CONFIGURATION VARIABLES: EDIT AND UNCOMMENT THE SECTION BELOW TO INSERT DYNAMIC VALUES FROM YOUR PLATFORM OR CMS. * LEARN WHY DEFINING THESE VARIABLES IS IMPORTANT: https://disqus.com/admin/universalcode/#configuration-variables*/ /* var disqus_config = function () { this.page.url = PAGE_URL; // Replace PAGE_URL with your page's canonical URL variable this.page.identifier = PAGE_IDENTIFIER; // Replace PAGE_IDENTIFIER with your page's unique identifier variable }; */ (function() { // DON'T EDIT BELOW THIS LINE var d = document, s = d.createElement('script'); s.src = 'https://weeknow.disqus.com/embed.js'; s.setAttribute('data-timestamp', +new Date()); (d.head || d.body).appendChild(s); })();

0 comentários: