sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

Principais noticias da semana

Atenção! Link que promete Retrospectiva 2018 no WhatsApp é mais um golpe

Nesta semana, está rolando uma mensagem pelo WhatsApp contendo um link que promete exibir uma retrospectiva de 2018 com a qual o usuário poderá relembrar fotos antigas, status e conversas. Contudo, mais uma vez, trata-se de um golpe.


De acordo com o dfndr lab, laboratório da PSafe especializado em cibersegurança, em apenas 16 horas foram detectadas mais de 339 mil mensagens com este conteúdo rolando no mensageiro, com o link malicioso levando o usuário a um site com o objetivo de gerar lucro aos cibercriminosos por meio de publicidade. Em alguns casos, o golpe redireciona o usuário a páginas falsas de promoções — essas, sim, solicitando dados pessoais e, então, enganando o usuário.

A Kaspersky diz que o App de Segurança WhatsApp já tem mais de 100 instalações, enquanto o Vivo Internet Grátis ficou com 50 até o momento da análise. Ambos os aplicativos, contudo, são maliciosos, e podem roubar dados da vítima ao serem instalados no smartphone. "Mesmo as limitações mais recentes adotadas pelo WhatsApp não são capazes de bloquear a disseminação orgânica dessas mensagens falsas. Tal capilaridade já está sendo usada para propagar apps maliciosos desenvolvidos no Brasil para infectar smartphones Android e com a finalidade de roubar dados financeiros", alerta Fabio Assolini, analista sênior da Kaspersky Lab.



Acordo permite que empresas de telecom do Brasil atuem no mercado argentino

O Ministério de Modernização da Argentina aceitou, na última quinta-feira (13), a proposta feita pelo Brasil de incluir novas faixas de frequências no acordo bilateral que as nações mantêm para o Provimento de Capacidade Espacial, que desde 2001 visa facilitar o compartilhamento de satélites, conhecimentos e mão-de-obra entre ambos os países.

Com a emenda aprovada, empresas de telecomunicações brasileiras poderão operar no país hermano, ampliando o acesso ao mercado por meio da parceria.


Na Argentina, para que um satélite estrangeiro seja habilitado para ser explorado comercialmente, é necessário que a tecnologia esteja sob a proteção de um acordo bilateral, como é o caso do Brasil. A emenda ao acordo inclui três novas faixas de frequências do enlace de subida (6.725 - 7.025 MHz; 12,75 - 13,25 GHz; e 17,3 - 17,8 GHz) e cinco novas faixas de frequências do enlace de descida (4.500 - 4.800 MHz; 10,7 - 10,95 GHz; 11,2 - 11,45 GHz; 12,2 - 12,7 GHz; e 17,7 - 20,2 GHz). Antes da proposta brasileira, apenas as bandas C, Ku e Ka não planejadas eram objeto do acordo bilateral.


Apple retira iPhones 7 e 8 da Alemanha, após processo da Qualcomm

A Apple vai retirar das lojas na Alemanha alguns do modelos mais antigos de iPhones. Isso por conta de mais uma vitória da Qualcomm sobre duas patentes utilizadas de forma ilegal. A fabricante de chips já havia feito com que acertos modelos do smartphone fossem banidos do mercado chinês, e agora consegue que mais um país acate o pedido.

Como a Alemanha não é o maior mercado da Apple, esta medida não é tão impactante quanto a realizada na China. Nesta quinta-feira (20), a fabricante de smartphones informou que vai retirar das lojas alguns modelos mais antigos de iPhones. O motivo é que uma decisão da corte alemã diz que a Apple infringiu patentes da Qualcomm e baniu a venda de aparelhos que tenham chips da Qorvo Inc.


Os modelos que devem ser retirados são de iPhone 7 e iPhone 8. Segundo a Apple, há ainda a possibilidade de que revendedores mantém as vendas. “Estamos, é claro, desapontados com esta decisão e pretendemos recorrer", disse a Apple em um comunicado. “Todos os modelos do iPhone permanecem disponíveis para os clientes por operadoras e revendedores em 4.300 locais em toda a Alemanha. Durante o processo de recurso, os modelos iPhone 7 e iPhone 8 não estarão disponíveis nas 15 lojas da Apple na Alemanha. O iPhone XS, o iPhone XS Max e o iPhone XR permanecerão disponíveis em todas as nossas lojas”, completa.

Fonte:canal tech


Previous Post
Next Post

0 comentários: