sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

AMD Lança novas melhorias para o Linux Fortalecendo o mercado de Games e VR

A companhia Anunciou novas melhorias de hardware e drivers que futuramente deve melhorar muito a vida dos gamers e interessados em experiência VR no ecossistema Linux.

Como todos sabem a plataforma Windows sempre foi a escolha principal tanto para games em geral quanto para games em VR, mas isso está mudando rápido à medida que as empresas de placas gráficas vão melhorando o suporte para o ambiente Linux. Isso pode ser notado já há muito tempo com a nVidia e agora como a AMD não quer ficar para trás ela também está melhorando cada vez mais o seu suporte para o Pinguin.

Ultimamente a AMD está se dedicando cada vez mais ao Linux. Nesta semana a companhia anunciou algumas atualizações de Harware e Drivers que visão fortalecer mais ainda o cenário VR e games em geral no Linux.

Como principal novidade é o suporte ao FreeSync em PCs com distribuções Linux. O FreeSync Consegue melhorar a renderização de games e vídeos em alta definição ao permitir que as GPUs se comuniquem diretamente com as telas, reduzindo as engasgadas de imagens e os intervalos. A tela recebe um esboço da imagem enquanto estão sendo renderizadas na GPU. Antes o FreeSync só estava disponível para Windows mas agora recebe total suporte ao Linux.

Além de tudo isso, a AMD está também tornando mais fácil criar conteúdos em realidade virtual em distribuições Linux, tudo isso porque a Empresa anunciou o Radeon Pro Software Linux que permitirá o uso das poderosas GPUs Radeon PRO que são baseadas na nova arquitetura Polaris, especialmente criada para conteúdo em VR. Este software também pode ser utilizados em Aplicações CAD/CAM, engenharia e médicas.

O Drive do software funciona em todas as principais distribuições como: Ubuntu, CentOS e Red Hat Enterprise Linux. Também já vem com o suporte a nova API gráfica e open-source Vulkan.

Cada dia mais as GPU's estão ganhand mais importância na computação de alto desempenho, o Linux é o mercado dominante de supercomputadores, presente nos 500 principais do mundo, este é um mercado fraco da AMD onde ela agora está buscando se restabelecer.

Já no mercado de PC's comuns e em estações de trabalho o Windows ainda domina. Agora com essas melhorias da AMD o ecossistema Linux se fortalecerá ainda mais como uma plataforma multimídia.

Antes sendo encarada como uma empresa que não ligava para o Linux, agora ela se mostra tanto quanto mais comprometida que a nVidia com drivers open-source e com ferramentas de programação como GPUOpen e ROCm.



EmoticonEmoticon