quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Como instalar o KDE Connect no ubuntu 16.04 LTS

Se você não conhece, o KDE Connect é uma excelente ferramenta da interface KDE para mostrar notificações de seus dispositivos android direto no desktop. Além de notificações ele também possui um controle multimídia e controles do mouse para você controlar seu PC diretamente do smartphone.


Se você não usa o KDE como desktop padrão você pode desfrutar deste recurso no desktop Unity mesmo, você só precisa do Indicator-kdeconnect, como o nome já lhe disse, um applet indicador para o KDE Connect. Ele torna o nifty device bridging tool disponível e integrado com  desktops Linux baseados em GTK.

o KDE Connect é uma ferramenta fantástica, que alguns usuários do KDE frequentemente citam como uma razão para mudar para o desktop Plasma. Ele tem de ser usado em conjunto com um aplicativo Android de código aberto (também chamado KDE Connect), com ele você terá os seguintes recursos:

  • Consulte as notificações do Android no seu desktop Ubuntu 
  • Consulte o nível atual de carga da bateria 
  • Envie e receba arquivos do telefone para desktop 
  • Use o telefone como um touchpad e teclado do mouse 
  • Toque o dispositivo para localizá-lo
  • Controle o seu media player usando seu telefone 
  • Sincronize a área de transferência entre o telefone e o desktop 
  • Ver informações do dispositivo (por exemplo, bateria)
  • Executar comandos e iniciar aplicações
O Indicador  KDE Connect fornece acesso rápido a dispositivos emparelhados. A partir deste menu, você pode ver o nome do dispositivo, status e duração da bateria.
 Ele também possui um pequeno programa chamado kdeconnect-send. Com isso você pode enviar arquivos rapidamente para um dispositivo emparelhado através dos menus de contexto do Nautilus, Caja ou Nemo. 

Você precisará ter o python-nautilus, python-caja ou python-nemo instalado para usar este recurso. Enviar arquivos do seu telefone Android para o desktop Ubuntu com isso é super simples. basta simplesmente tocar no botão 'enviar arquivos' no aplicativo do seu telefone, selecionar um arquivo e esperar o item ser transferido. A transferência acontece silenciosamente, em segundo plano. Você pode não estar ciente de que uma foto, arquivo ou arquivo foi concluído com êxito até que você abra a pasta ~/Downloads e encontre o que você está procurando.

Como instalar o KDE Connect no ubuntu 16.04

A primeira coisa a fazer é instalar o KDE Connect em seu sistema.

Uma versão mais antiga está disponível nos arquivos do Ubuntu, mas precisamos de uma versão mais recente. Para obtê-lo, adicione o seguinte PPA às fontes de software:
sudo add-apt-repository ppa:varlesh-l/indicator-kdeconnect
E, em seguida, instale o KDE Connect:
sudo apt update && sudo apt install kdeconnect
Em seguida, você precisará baixar e instalar a versão estável mais recente do indicador-kdeconnect, a principal maneira de usar o aplicativo no desktop Ubuntu Unity (ou Cinnamon, Budgie e etc.).

Você pode baixar o indicador-kdeconnect v0.4 clicando no link Github abaixo:
Instale usando seu método preferido.

Finalmente, se não tiver o aplicativo KDE Connect Android instalado em seu dispositivo, agora é a hora de instalá-lo. É um aplicativo gratuito de código aberto e está disponível na Google Play Store (link abaixo) e também está disponível para download no F-Droid.
- Agora você está pronto para emparelhar seu dispositivo

Configurando o KDE Connect no Ubuntu:

Antes de tentar emparelhar um dispositivo Android com o Ubuntu, certifique-se de que tanto o seu desktop Ubuntu como o seu dispositivo móvel estão usando a mesma rede Wi-Fi (assim funciona o KDE Connect).

Em seguida, vamos emparelhar um dispositivo:
  • inicie o kde connect na Dash do ubuntu
  • No menu de indicadores, seleccione 'Emparelhar, pair ou algo do tipo'
  • No seu telefone, aceite o pedido de emparelhamento

É isso aí; Você está pronto!

O aplicativo KDE Connect em seu dispositivo emparelhado listará todos os recursos suportados. A sincronização de notificações não faz parte disso; Siga o prompt na tela para ativar a sincronização de notificações.

Para configurar ou configurar outros plugins, como o recurso de navegação de arquivos, o touchpad e "localizar meu telefone", inicie o aplicativo principal do KDE Connect na área de trabalho, selecione o dispositivo emparelhado e configure por lá.



Navegando pelos arquivos do telefone no Nautilus

Você pode navegar pelos arquivos do seu dispositivo Android no Nautilus no seu ambiente de trabalho, sem fios, através do KDE Connect. Você pode clicar duas vezes em um arquivo para abri-lo em um aplicativo Linux nativo.

Usá-lo é muito simples.

Certifique-se de que configurou e emparelhou seu telefone com base nas etapas acima. Supondo que você não tenha desativado o plugin 'Filesystem Expose' nas configurações do KDE Connect:

  1. Abra o menu de indicadores do KDE Connect
  2. Selecione 'procurar dispositivo'

Isso abrirá uma nova janela do Nautilus. A partir daqui, você pode remotamente pesquisar e classificar os arquivos e pastas em seu dispositivo Android sobre a privacidade (relativa) de uma conexão SFTP.

Lembre-se de que a navegação de arquivos dessa maneira só será tão rápida quanto sua conexão Wi-Fi. Diretórios pesados ​​de imagem podem levar algum tempo para carregar totalmente, o vídeo em HD pode não ser reproduzido sem problemas, e assim por diante.

Você pode (atualmente) apenas emparelhar um dispositivo solicitando da área de trabalho para o telefone, e não o contrário.

Talvez você não consiga navegar no sistema de arquivos do telefone se a tela estiver bloqueada.


Esta matéria é uma tradução do post original do site OMG ubuntu, todos os direitos reservados.
Continuar lendo

domingo, 8 de janeiro de 2017

Anunciado oficialmente o primeiro Nokia com Android, Conheça o Nokia 6

Se você é um fã dos tempos de glória da Nokia você pode ficar muito feliz agora, a HMD Global anunciou oficialmente o primeiro celular com o nome oficial Nokia em seus celulares.


A empresa usará o nome Nokia para seus smartphones nos próximos anos. Se você está esperando um celular top de linha com toda a tecnologia Nokia desenvolvida todos estes anos você pode ficar bastante decepcionado, ele não virá com nada de câmera Pureview, tela Glance, Clear Black e etc.

Porém o aparelho conta com um visual bem bonito e lembra muito o Galaxy S7 Edge da Samsung. O Nokia 6 será vendido inicialmente apenas na china pelo preço de 1699 yuans (US$ 249), aproximadamente 790,00 reais em conversão direta.

“A decisão da HMD de lançar seu primeiro smartphone Android na China é um reflexo do desejo de atender às necessidades reais dos consumidores em diferentes mercados ao redor do mundo…e este é um mercado estrategicamente importante”, disse a HMD em comunicado.Com design moderno, o smartphone possui tela 1920×1080 HD medindo 5,5 polegadas na diagonal, acabamento 2.5D, Gorilla Glass e uma camada polarizada que permite a leitura sob a luz do sol.
O Nokia 6 vem com o Android 7.0 Nougat, 4 GB de RAM, 64 GB de armazenamento interno juntamente com suporte a microSD, uma câmera principal de 16 megapixels e bateria de 3.000 mAh. vem também equipado com um processado Snapdragon 430, um octa-core (8x ARM Cortex A53) de até 1.4 GHz equipado com X6 LTE. Veja mais detalhes no vídeo abaixo:


Apesar do preço relativamente baixo, suas especificações são bem interessantes. Provavelmente este aparelho não será lançado no brasil, e se for seu preço será bem mais elevado graças nossos maravilhosos impostos.
Continuar lendo

sábado, 7 de janeiro de 2017

Pinebook: Notebook Linux de 89 dólares começa a ser vendido no próximo mês

Ano passado surgiu a notícia de uma notebook criado pela Pine64, o Pinebook é um notebook criado por meio de croundfundig e voltado a ser um notebook de baixíssimo custo.



O Pinebook vem com uma hardware até "muito bom" pelo preço que ele será vendido. Ele conta com um processaor ARM 64 bits e 2gb de ram, abaixo você confere toda a configuração do produto:

  • 64-Bit Quad-Core ARM Cortex A53¹ @ 1.2 Ghz;
  • 2 GB de RAM LPDDR3;
  • Dual Core Mali 400 gráficos MP2;
  • 16 GB eMMC Wi-Fi e Bluetooth;
  • webcam de 1.3MP bateria de;
  •  10.000 mAh LiPo;
O Pinebook vem em dois modelos distintos  que são diferenciados apenas pelo tamanho das telas, uma versão de 11 polegadas que custa 89 dólares e o de 14 polegadas por 99 dólares.

Apesar da do tamanho das telas serem diferentes todas contam com a mesma resolução de 1280x720 (que não é grande coisa). O lado positivo da coisa é que a tela é de IPS ao invés de um LCD fosco.

O modelo de de 14" conta com um touchpad de 5" e um teclado de tamanho mais confortável. Abaixo você confere todas as entradas saídas e slots do dispositivo:
  • 2x USB 2.0;
  • Slot para cartão MicroSD;
  • jack Courage (aka 'fone de ouvido');
  • Mini HDMI para conexões em TV's projetores e etc;

Sistema operacional

Por ser um notebook com processador ARM, ele contará com diversos tipos de distribuições Linux que vão desde o ChromiumOs, Remix OS, Android, e até mesmo o ubuntu. Até o momento não foi divulgado qual sistema que será embarcado no dispositivo, seria legal que viesse com várias opções distintas e que o cliente escolhesse na hora da compra.

Na minha opinião o melhor sistema operacional para este tipo de hardware seria o o ChromiumOS ou o Remix OS pois cobre os requisitos perfeito para este sistema.

Quando finalmente isso sai?

O notebook está sendo produzido na china e nos próximos dias começará a ser distribuído para fora. Com a taxa de transporte obviamente o notebook terá um preço levemente superior a us$89.

Uma garantia de 90 dias está inclusa no produto. Está interessado no produto? clique aqui e preencha com seu email e o modelo do produto para ser notificado sobre o produto.


Continuar lendo

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Aprenda como executar o comando "Xkill" em modo gráfico e com atalho de teclado

Se você não conhece o comando "xkill" então é melhor procurar saber mais dele.
O comando xkill é um comando que fecha qualquer programa em execução. Sabe aquele programa que travou e nada fecha ele? então, o xkill dá um jeito nisso.


O problema do xkill convencional é que você tem que abrir o terminal e digitar o comando para que abra a ferramenta e as vezes o programa consegue travar o PC todo e fica quase impossível abrir até mesmo o terminal para fazer isso.

Então tive a ideia de criar um atalho gráfico para isso, para aquelas horas de aperto só clicar em um ícone e abrir a ferramenta. Eu tive a ajuda do nosso amigo Manoel do  blog diolinux, confira abaixo como criar esta ferramenta.



Para criar o atalho é bem simples, vamos criar um arquivo de atalho qualquer e inserir o comando, abra seu bloco de notas preferido e cole o código abaixo:
[Desktop Entry] Name=X-Kill Exec=xkill Icon=gtk-no Type=Application
Depois salve o arquivo com a extensão ".desktop", essa é a extensão de atalhos em sistemas linux. Logo após salvar o arquivo deixe o atalho onde quiser ou fixe ele no seu lançador favorito, como estou usando o KDE ultimamente em meu ubuntu eu fixei ele no painel mesmo.

Outra forma é atribuindo um atalho de teclado para este comando, assim isso se torna ainda mais útil, para fazer isso siga os passos abaixo:

Em "Configurações do sistema", clique na seção "Teclado". Em seguida, escolha a guia "Atalhos de teclado" e clique no botão com o símbolo de adição (+). Preencha os campos "Nome" e "Comando" com xkill. Quando o comando aparecer na lista de atalhos, clique sobre a palavra "Desabilitado" e pressione as teclas de atalho de sua preferência, como por exemplo Ctrl+Alt+X.


Reinicie o ambiente gráfico e, ao se logar novamente, basta pressionar essa combinação de teclas para que o cursor do mouse se transforme em um pequeno xis. Clique com ele na janela da aplicação problemática e o programa será encerrado.
Continuar lendo

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

A melhor forma de fazer ROOT em seu celular Android

Ter privilégios de root em seu celular Android te permite fazer infinitas coisas desde otimizar ainda mais o celular até mudar a ROM do dispositivo.
Antigamente era muito complicado e arriscado fazer root em um celular, mas hoje em dia temos muitas ferramentas que facilitam isso e fazem o procedimento de forma mais segura.

A ferramenta que mais recomendo é o Kingo Root que pode ser usado tanto um programa no seu computador plugando o celular no computador ou a forma mais fácil de todas que é simplesmente instalando um aplicativo no celular e simplesmente clicar em "fazer root" e esperar. Ele é um programa "one click", o seja, basta clicar e esperar o app fazer todo trabalho.

O Kingo Root é uma ferramenta muito poderosa e mais segura que demais outros métodos, além de fazer o root simplesmente por meio de um aplicativo ele também já instala a ferramenta de controle de superusuário para controlar todas as permissões do acesso root.

Eu tenho um LG Leon (que é uma rom bem customizada) e com o root eu pude instalar o Xposed para poder usar módulos personalizados além de outros apps que estão disponíveis na PlayStore como por exemplo um aplicativo que permite mover quase qualquer app para o cartão de memória.

Então caso você esteja pensando em fazer root em seu celular eu recomendo o aplicativo Kingo Root, bem simples e seguro. Antes um aviso, qualquer procedimento que você fizer é por sua conta e risco.

Eu recomendo fazer root em roms mais puras como as de Moto G dentre outras roms, meu LG é bem personalizado mas é questão de interface mesmo, por isso consigo usar módulos de personalização e etc.

Você pode baixar o Kingo Root na página inicial do projeto clicando aqui. Existe tanto o arquivo .apk e o programa de root para Windows.

Caso já queira baixar o arquivo apk, basta clicar no botão abaixo:
Continuar lendo

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

AsteroidOS: Primeiro sistema operacional para smatwatches totalmente open-source

Há uns meses atrás surgiu um novo projeto de sistema operacional, não um sitema comum para desktops ou uma ROM para celular, Desta vez é uma ROM para smartwatches!

Então se você tem um relógio inteligente ou pretende comprar um e morre de medo de não ter suporte futuramente para o sistema de seu relógio saiba que agora você pode ficar aliviado.



O AsteroidOS é um sistema operacional open-source para smartwhatches. De acordo com o líder do projeto ele e sua equipe desenvolveram um sistema tendo em mente que “muitos usuários acreditam que as atuais plataformas proprietárias não podem garantir um nível satisfatório de controle sobre privacidade e hardware”.

O sistema conta com alguma características como a modularidade, isso permite que o usuário modifique o sistema profundamente, a portabilidade para funcionar no máximo de dispositivos possíveis e a privacidade, sendo mais transparente na coleta e utilização de informações dos usuários.



O Processo de instalação do AsteroidOS é bem parecido com a instalação de uma ROM personalizada do Android, você precisa desbloquear o smartwatch, entrar no modo fastboot e transferir a ROM pelo ADB. Até o momento apenas o LG G Watch possui o total suporte; Os outros 3 relógios  ainda não têm Bluetooth funcional, o que é um grande problema para um smartwatch.

O sistema ainda está em fase Alpha, é um sistema bem básico e possui apenas alguns aplicativos simples como relógio, agenda, calculadora e etc.
Você pode conferir tudo sobre o sistema operacional na página do projeto.


Fonte: Tecnoblog


Continuar lendo

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Ajude no desenvolvimento do Unity 8 dando seu feedback!

A equipe da canonical está buscando o feedback dos usuários do ubuntu sobre alguns modelos da nova interface gráfica unity 8.

As 3 imagens abaixo foram publicadas pelo estúdio de design da canonical e mostram uma nova e interessante maneira de interagir com os scopes.



No feedback há três imagens onde você pode classificar dando notas de 1 a 5 e logo em seguida escolher qual você gosta mais, também há seções onde você pode dar sugestões e comentar o que achou já do que viu.

Acesse o Feedback clicando aqui.
Continuar lendo

sábado, 17 de dezembro de 2016

Linux Mint 18.1 é lançado e promete deixar seu PC mais rápido do que nunca!

A distribuição linux mais popular do mundo que é tanto conhecida pela sua elegância e simplicidade agora acaba de lançar um update da sua última versão do sistema para a versão 18.1.


Acaba de chegar mais uma versão do famosos Linux Mint, que não é bem uma nova versão e sim um pacote de atualizações. O Linux Mint 18 "sarah" foi lançado em julho mas agora saiu seu primeiro grande pacote de atualizações, o 18.1.

Esta nova versão se destaca por ter suporte até 2021 e por trazer algumas novidades tanto na versão Cinnamon quanto na versão Mate.

O Linux Mint 18.1 vem com a nova versão do ambiente gráfico Cinnamon, vem também com um novo screen saver, novos tweaks e animações na interface. Além destas novidades esta versão agora vem com suporte para auto-rotação para dar suporte a tablets e notebooks que tenham acelerômetro.


Na versão Mate do sistema existe também várias melhorias e novidades, principalmente na parte gŕafica da interface. Vale destacar que nesta nova versão o motor de buscas duckduckgo vem definido como padrão na interface. Há também melhorias no update manager e etc, caso queira saber mais clique aqui.


O Linux Mint tem versões tanto em 32 quanto 64 bits, logo abaixo você confere os links de download:

 Linux Mint Cinnamon 64 Bits:
Download

Torrent Cinnamon 64 Bits:
Download

Linux Mint Mate 64 Bits:
Download 

Torrent Mate 64 Bits:
Download 
Continuar lendo

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Chrome e Opera com textos em negrito em alguns sites [SOLUÇÃO]

Há Algum tempo eu tinha um problema de que certos sites apresentavam as fontes todas em negrito, as fontes deste meu blog ficavam assim do YouTube e etc. Depois de muita pesquisa procurando solução, entrando em fóruns e etc eu descobri finalmente qual era o problema!



Estava eu editando o código fonte do blogger quando decidi tirar a fonte que me causava o problema, fiz isso para que os leitores que tenham o mesmo problema não tivessem isso no meu blog, depois de fuçar o CSS do blog descobri que a fonte Roboto era a causa deste problema, removi e o blog ficou normal como em outros sistemas operacionais.

Mas aí você deve estar se peguntando: - Beleza! mas como resolvo isso com o resto dos outros sites?
é bem simples! basta instalar a fonte Roboto em seu sistema que todos os sites serão apresentados adequadamente. A fonte Roboto é uma fonte do Google que é utilizado em diversos sites da empresa como o YouTube, Blogger entre outros. E como o Chrome e Opera se baseiam nas fontes do sistema para apresentar certas fontes de ṕaginas, ocorria este problema pois ela não vem por padrão no sistema.

Para você resolver este problema é só clicar aqui e baixar o pacote .zip da fonte e instalar todas em seu sistema, não é necessário todas mas recomendo que faça isso. Depois de tudo instalado basta reiniciar seu navegador que você verá todas as fontes sendo apresentadas corretamente e não todas em negrito.
Continuar lendo

AMD Lança novas melhorias para o Linux Fortalecendo o mercado de Games e VR

A companhia Anunciou novas melhorias de hardware e drivers que futuramente deve melhorar muito a vida dos gamers e interessados em experiência VR no ecossistema Linux.
Como todos sabem a plataforma Windows sempre foi a escolha principal tanto para games em geral quanto para games em VR, mas isso está mudando rápido à medida que as empresas de placas gráficas vão melhorando o suporte para o ambiente Linux. Isso pode ser notado já há muito tempo com a nVidia e agora como a AMD não quer ficar para trás ela também está melhorando cada vez mais o seu suporte para o Pinguin.

Ultimamente a AMD está se dedicando cada vez mais ao Linux. Nesta semana a companhia anunciou algumas atualizações de Harware e Drivers que visão fortalecer mais ainda o cenário VR e games em geral no Linux.

Como principal novidade é o suporte ao FreeSync em PCs com distribuções Linux. O FreeSync Consegue melhorar a renderização de games e vídeos em alta definição ao permitir que as GPUs se comuniquem diretamente com as telas, reduzindo as engasgadas de imagens e os intervalos. A tela recebe um esboço da imagem enquanto estão sendo renderizadas na GPU. Antes o FreeSync só estava disponível para Windows mas agora recebe total suporte ao Linux.

Além de tudo isso, a AMD está também tornando mais fácil criar conteúdos em realidade virtual em distribuições Linux, tudo isso porque a Empresa anunciou o Radeon Pro Software Linux que permitirá o uso das poderosas GPUs Radeon PRO que são baseadas na nova arquitetura Polaris, especialmente criada para conteúdo em VR. Este software também pode ser utilizados em Aplicações CAD/CAM, engenharia e médicas.

O Drive do software funciona em todas as principais distribuições como: Ubuntu, CentOS e Red Hat Enterprise Linux. Também já vem com o suporte a nova API gráfica e open-source Vulkan.

Cada dia mais as GPU's estão ganhand mais importância na computação de alto desempenho, o Linux é o mercado dominante de supercomputadores, presente nos 500 principais do mundo, este é um mercado fraco da AMD onde ela agora está buscando se restabelecer.

Já no mercado de PC's comuns e em estações de trabalho o Windows ainda domina. Agora com essas melhorias da AMD o ecossistema Linux se fortalecerá ainda mais como uma plataforma multimídia.

Antes sendo encarada como uma empresa que não ligava para o Linux, agora ela se mostra tanto quanto mais comprometida que a nVidia com drivers open-source e com ferramentas de programação como GPUOpen e ROCm.


Continuar lendo